sexta-feira, 3 de março de 2017

Short- Fic Make me Yours - Capítulo 03- Apreciando a vista





Edward PDV



Ela estava se virando para ir embora quando segurei sua mão e a puxei contra meu peito a puxando.


—Deus... Não sabe como queria fazer isso.


—Então por que demorou tanto?- Ela disse enquanto enlaçava suas pernas em minha cintura e enterrava as mãos em meus cabelos.


Gemi com o contato que nossos corpos faziam. Fechei a porta com meu pé e prencei-a contra a parede. Bella gemeu quando aumentei a pressão do meu corpo contra o seu.


—Edward... Eu quero você.


Continuei beijando-a enquanto me livrava da minha camisa. Suguei seu lábio superior e depois o inferior. Eu sugava e mordiscava e o aperto em minha cintura ficou maior, mostrando que Bella não queria mais esperar. Eu também não queria.


Fui subindo minha mão por sua coxa até chegar debaixo da saia que ela usava. Comecei a beijar seu pescoço enquanto ela gemia cada vez mais alto.


—Edward...


—Sim...


—Me foda...


Rasguei sua calcinha com apenas uma mão e rocei meu dedo por se clitóris. A pressão entre nossos sexos estava cada vez maior. Eu sabia que se não me controlasse gozaria em minutos feito a porra de um adolescente.


Com a mão livre levantei sua blusa enquanto ela chupava meu pescoço. Depois de me livrar de sua blusa comecei a beijá-la de novo. Primeiro os lábios que já estavam vermelhos e inchados pelos beijos, descendo pelo pescoço até a clavícula e finalmente chegando aos seios. Eu a beijava e sugava enquanto com a outra mão ia a estimulando.


—Você já esta molhada Bella.


—Pronta para você


Posicionei-me entre suas pernas e ela conseguiu abaixar minha calça. E quando estava pronto para avançar acordei suado com minha respiração descontrolada e mais uma vez. Excitado. Muito excitado.


Tentei voltar a dormir, mas não parava de me mexer na cama, nem de pensar no sonho. O volume em minha calça estava me incomodando e ao olhar pela janela vi que já era dia. Me levantei e fui tomar meu banho e me... aliviar um pouco.


Já fazia um mês desde que tinha pego Riley traindo Bella. Ou ele tinha tomado jeito com medo que eu contasse a verdade, ou o idiota havia ficado esperto o bastante para não ser pego.


O chuveiro do meu quarto estava com problemas, então fui em direção ao de visitas. Como era sábado e ainda era cedo, não tinha ninguém acordado, então ao entrar no banheiro não lembrei de trancar a porta. Tirei minhas roupas e liguei o chuveiro.


Quando fechei os olhos a imagem dos meus sonhos rondou minha cabeça mais uma vez. Bella completamente aberta e entregue a mim.


Desci minha mão até meu membro, o acariciando. Em um continuo movimento de vai e vem.


—AAhh... Gemi me lembrando da cena de Bella com as pernas enlaçadas em minha cintura enquanto eu a estimulava.


—Bella...- Eu realmente não devia gemer seu nome. Principalmente longe dos limites do meu quarto, mas já não tinha nenhum controle sobre mim mesmo. Emmett tinha razão. Essa situação já estava fodidamente complicada. E não tinha mais volta.


—Deus Bella... Eu quero estar na sua boca.


—Mas hein...?- Quando ouvi sua voz abri meus olhos e ao olhar para a porta, vi Bella me encarando com um olhar surpreso.


—Bella? – Eu tentei sair do chuveiro para explicar.- Merda Bella. O que faz aqui?- Quando sai do Box, ela recuou.


—Eu...- Enquanto recuava ela tropeçou em seus próprios pés e bateu a cabeça na porta.- Merda!!


—Tudo bem? – Perguntei indo em sua direção.


—Eu... Eu estou... É só... - Ela disse me olhando dos pés a cabeça. - Que droga. Será que da pra se cobrir? Eu não consigo me concentrar desse jeito... - Ela disse segurando a cabeça onde havia batido. Foi só quando ela pediu para que eu me cobrisse que notei que eu ainda estava completamente nu. Me enrolei na toalha e fui ver se ela estava bem.- Dói muito?


—Um pouco.


—Por que entrou aqui sem bater?


— Eu... Eu sou lenta de manhã. Não presto atenção ao meu redor antes de tomar uma grande quantidade de cafeína. Então não ouvi você no chuveiro. Bem... Eu ouvi, mas... Não antes de entrar e... - Eu sorri com sua incoerência. Eu a deixava nervosa. Isso quase me fazia pensar que ela havia apreciado o show. Pelo menos antes de bater a cabeça contra a porta. - Que merda. Eu devi estar vendo as coisas em dobro e embaçado?- Ela perguntou colocando a mão na cabeça.


—Não. Com a batida você deve ter sofrido uma leve concussão. Quer que eu chame o Riley?


—Não! Quer dizer... Eu estou bem. Só preciso de uns minutos.- Eu entendia porque ela não queria chamá-lo. Riley sempre teve ciúmes de mim. Eu não sou convencido, mas eu fazia muito sucesso com as mulheres. Se Riley soubesse do que Bella havia acabado de ver, poderia usar isso no futuro. Se seus encontros fossem descobertos.


—Tudo bem. Espere aqui então. Vou pegar um pouco de gelo para você colocar na cabeça.


—Vai descer assim?


—Claro que não. Vou passar no meu quarto e vestir uma calça. Eu não demoro.


—Tudo bem.- Eu não queria deixá-la sozinha, mas ficar assim, apenas de toalha em sua frente não ajudaria em nada. Então mesmo contrariado fui até meu quarto me vestir, depois busquei o gelo e voltei até o banheiro.


Quando me pus de joelhos e entreguei o gelo para Bella, eu estava a observando. Foi quando Riley chegou e nos viu.


—O que está acontecendo aqui?.- Belo namorado ele era. Nem mesmo vendo o gelo em suas cabeça, teve a decência de perguntar se ela estava bem.


—Eu..Eu...


—Eu estava passando pelo corredor quando ouvi um barulho. Bella havia tropeçado e bateu a cabeça na porta. Sua visão estava embaçada e a cabeça dolorida. Então fui buscar um pouco de gelo para ela colocar no local.- Disse da forma mais calma que consegui.


—Como conseguiu isso Bella? – Riley perguntou sorrindo. Dá pra acreditar nesse idiota? A namorada machucada e o imbecil rindo.


—Você sabe como sou lenta antes de tomar meu café.


—Venha... Vou pedir para meu pai dar uma olhada.


—Não precisa Riley. Edward já olhou.


—Edward não é medico ainda Bella. Venha. Eu prefiro que meu pai olhe para ter certeza de que não é nada mais sério.- Ele rosnou. Ele não estava chateado por Bella estar machucada. E sim porque fui eu que cuidei dela e não ele.


—Se você insiste. – Quando Bella se levantou, perdeu o equilíbrio novamente. Eu a segurei, mas Riley me empurrou.- Pode deixar Edward. Eu cuido da MINHA namorada.- Ele disse dando bastante ênfase na palavra minha. Sua namorada? Vamos ver por quanto tempo.


CONTINUA...