sábado, 4 de março de 2017

Short-Fic - Capítulo 02- Nem tudo são flores




Rosalie PDV

Eu estava com fortes dores. O parto de Caroline não havia sido tão dolorosa.
—Eu estou com medo Emm.
—Vai dar tudo certo Ursinha. Eu estou com você.
Minha bolsa havia estourado, mas ainda não estava na hora. As meninas estavam chegando, mas eu tinha a sensação de que havia algo errado. E tive a confirmação na mesa de cirurgia quando ouvi os médicos falando alto.
—Hemorragia interna! Preciso estancar o sangue!
—Minhas filhas...- Eu pedia. Se tivesse que escolher entre minha vida e as de minhas filhas, eu sabia qual seria minha escolha.
—Está tudo bem Rosie.- Emmett tentava me acalmar, mas eu sabia o que estava prestes a acontecer.
—Emm?
—Eu estou aqui amor.- Ele disse com a voz embargada pelo choro.
—Elas! Me... Prometa!
—O que? Isso não...
—Elas Emm! Promete?
—Eu prometo amor. - Ele disse enquanto as lagrimas corriam por seu rosto.
—Senhor? O Senhor tem que sair.
—O que? Não!
—Precisamos conter o sangramento senhor. O senhor tem que sair. - Vi Emmett sendo tirado da sala.
—Emmtt!!
—Rosalie você tem que empurrar. Conte até dez e empurre com toda sua força.- Disse a Dra. Victoria.
—Eu... Não... Consigo mais...- O sono estava me tentando e eu não conseguia mais lutar. Queria salvar minhas filhas mais do que qualquer coisa.
—Tem que fazer querida.- A Dra. Victoria disse.-Quando eu pedir você conta. Tudo bem?- Assenti com a cabeça.- Agora!
—Um...Dois...Três...Quatro...Cinco...Seis...Sete...Oito...Nove...Dez!!
—Força Rosie!!
—Ahh!!!- Usei todas minhas forças e relaxei ao ouvir um choro.
—A pequena Lydia chegou Rosie!! Mas ainda falta Mary. Respire e comece a contar de novo!
—Não.. Não tenho mais força.- Comecei a chorar. Me sentia fraca por não conseguir trazer minha filha ao mundo.
—Vamos Rosie, só mais um pouco.
—Um...Dois...Três...Quatro...Cinco...Seis...Sete...Oito...Nove...Dez!!
—Força Rosie!!
—Ahh!!!- Usei toda a força que me restava e ouvi um choro bem fraquinho antes da escuridão me envolver.
Emmett PDV
—Senhor Emmett Swan?- A enfermeira chamou.
—Sou eu. Como elas estão. Rosie está bem? Minhas filhas?
—Acalme-se, por favor, senhor Swan. A Dra. Victória pediu para chamá-lo.
Segui a enfermeira até a sala e a Dra Victoria veio falar comigo. Eu ouvia cada palavra com muito atenção, mas não acreditava no que ouvia.
—A hemorragia é mais forte do que prevemos Emmett. Ela não vai agüentar muito mais. As meninas são saudáveis apesar do tamanho. Você pode se despedir de sua esposa.
Olhei em direção a mesa. Seus olhos estavam fechados e sua respiração muito fraca. O suor escorria de sua testa. Alguns fios estava colados pelo suor. Ela nunca esteve tão serena.
—Ursinha, meu amor, fala comigo. Você não pode me deixar.- Ela abriu os olhos bem devagar.
—Emmett. Cuida das meninas. Por favor. As meninas são tão pequenas e tão lindas. Caroline é tão novinha. Elas precisam de você amor- Ela disse em um sussurro.
—Elas precisam de você também Rosie. Eu preciso.- Minha voz estava embargada pelo choro.
—Sempre vai ter um pedaçinho de mim com você. Três lindo pedaçinhos – Ela lutava para manter seus olhos abertos.
Deitei minha cabeça em seu peito e senti as lágrimas rolarem.
—Eu te amo muito ursão. Sempre vou amar.
—Não... Não me deixe Rosie! Por favor... – Vi que seus olhos se fecharam e não voltaram a abrir.- Não!! Abra os olhos Rosie. Não!!- Gritei e os médicos que saíram para me deixar me despedir entraram as pressa na sala. Quando viram minha Rosie inerte, tentaram me tirar de perto dela. Eu não queria aceitar que ela me deixaria. Me agarrei a ela e os médicos me arrastaram para fora.
—Não! Por favor! – Ao chegar a sala de espera todos me olhavam. E pela minha reação já haviam adivinhado o que tinha acontecido.
—Emmett? – Bella me chamou. Nem havia percebido que ela estava aqui. Edward e ela estavam em Nova York para passar o ano novo. Deve ter vindo para o nascimento das sobrinhas, mas vai receber outro tipo de notícia. Cai sentado no chão agarrado aos meus joelhos chorando.
—Emmett?- Dessa vez foi Esme que chamou e quando não respondi vi que ela abraçou Carlisle que estava ao seu lado.
—Ela... Ela não...- Não conseguia terminar a frase.
—Ah Emm.- Disse Bella vindo me abraçar.
—E agora Bella? O que eu faço? Não consigo sozinho.
—Eu não consigo imaginar o que está sentindo Emm, mas as meninas precisam de você. Você não está sozinho.
—Ela me fez prometer...
—Que cuidaria delas?
—Sim.
—Ah Emm. Você faria mesmo se não tivesse prometido. Venha ver as meninas.- Bella estava com os olhos cheios de lágrimas, mas tentou ser forte para mim.
Uma semana depois.
Todos haviam ido embora. Eu havia acabado de vir do enterro da minha Rosie. As meninas precisaram ficar no hospital para ganhar peso. Eu passava quase todo meu tempo lá. Voltava para casa apenas para dormir. Quando ela viessem para casa eu cumpriria minha promessa. Cuidaria delas.
Caroline não entendia. Ela era muito pequena. Tinha apenas cinco anos. Não entendia o porquê da mãe sair para buscar as irmãzinhas, e nunca mais voltar. Mesmo tentando explicar, não conseguia entender ou aceitar que nunca mais a veria. Quem poderia culpá-la? Eu não queria aceitar isso também.
Eu estava olhando os de Rosie. Um era do nosso casamento, e o outro era ela grávida de Caroline. Todos já haviam ido embora. Pelo menos era isso que eu pensava até ouvir alguém se aproximar.
Emm?- Dora ainda estava aqui. Eu tinha consciência de que estava chorando mas não me importava.
—Pensei que todos haviam ido embora.- Disse secamente.
—Não. Esme levou Caroline para passar a noite. A pobrezinha já havia adormecido e Carlisle a carregou. E eu disse a Bella que arrumaria aqui.
—Você não tem que fazer isso.
—Eu sei que não. Mas eu não queria que ficasse sozinho.
—Eu quero ficar sozinho.
—Mas não devia
—Por que não? Eu terei que me acostumar com isso agora que...- O pensamento de que nunca mais veria minha Rosie me atingiu com mais força. Eu estaria sozinho. Caroline nunca mais veria a mãe e Lydia e Mary nunca a conheceriam. Comecei a chorar ainda mais.
—Você não está sozinho Emm.
—Eu pensei... Que depois de hoje. Eu ficaria melhor. Pelas meninas sabe? Mas aí quando eu coloquei Caroline na cama, e ela pediu pela mãe... Eu tentei explicar que ela não veria mais a mãe dela. Então ela começou a chorar. Ela chorou tanto que adormeceu. Então eu percebi que as coisas só vão ficar piores.
—Ela só não entende porque a mãe foi tirada dela Emmett. Isso vai melhorar.
—Não. Não vai. Todos ficam me dizendo isso Isadora, mas ninguém sabe como é perder alguém que mantém seu mundo girando. Edward esteve aqui mais cedo, e disse a mesma coisa. Mas acha que ele pensaria assim se fosse minha irmã? Ou acha que Jasper manteria aquela calma toda se fosse Alice? Então não. Não me digam que vai ficar tudo bem, porque vocês não podem imaginar o inferno que eu estou.
—Mas Emm nós só...
—Eu não consigo viver assim, Isadora, está bem? Eu nem sabia que tinha como piorar.- Estávamos sentados no sofá, e Dora afagou minhas costas. Então me levantei e comecei a andar de um lado para o outro da sala.
—Eu sei que está doendo muito Emm.
—Não você não sabe!! Isso é pior. Vocês acham que sabem, mas não sabem de nada. Não é justo com as meninas, nem comigo.
—Não é justo. Não é . Eu entendo. De verdade, mas me escuta Emm... As coisas vão melhorar. Vai ficar tudo bem Emm.
— Não Isadora. Nada nunca mais vai ficar bem. Eu quero ficar sozinho. Por favor vá embora
—Mas...
—Vá embora. - Dei as costas a ela e subi para o quarto.

You're not alone
Você não está sozinho
Together we stand
Juntos nós ficamos de pé
I'll be by your side
Estarei ao seu lado
You know I'll take your hand
Você sabe que segurarei sua mão
When it gets cold
Quando fizer frio
And it feels like the end
E parecer ser o fim
There's no place to go
E não tiver para onde ir
You know I won't give in
Você sabe que não desistirei
No, I won't give in
Não,eu não desistirei
Keep holding on
Continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Conseguiremos
Just stay strong
Apenas seja forte
cause you know I'm here for you,
Pois você sabe que estou aqui por você,
I'm here for you
Estou aqui por você
There's nothing you can say
Não há nada que possa dizer
Nothing you can do
Nada que possa fazer
There's no other way when it comes to the true
Não há outro jeito em se tratando da verdade
So keep holding on
Então continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Nós conseguiremos
So far away
Tão longe
I wish you were here
Eu gostaria que estivesse aqui
Before it's too late
Antes que seja tarde demais
This could all disappear
Isso tudo poderá desaparecer
Before the doors close
Antes que as portas se fechem
And it comes to an end
E chegue ao fim
With you by my side
E chegue ao fim
I will fight and defend
Eu lutarei e defenderei
I'll fight and defend
Eu lutarei e defenderei
(Yeah, yeah)
yeh, yeah
Keep holding on
Continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Conseguiremos
Just stay strong
Apenas seja forte
cause you know I'm here for you,
Pois você sabe que estou aqui por você,
I'm here for you
Estou aqui por você
There's nothing you can say
Não há nada que possa dizer
Nothing you can do
Nada que possa fazer
There's no other way when it comes to the true
Não há outro jeito em se tratando da verdade
So keep holding on
Então continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Nós conseguiremos
Hear me when I say,
Escute quando eu digo
When I say I believe
Quando digo que acredito
Nothing's gonna change
Nada irá mudar
Nothing's gonna change,
Nada irá mudar,
Destiny
O destino
Whatever is meant to be
O que quer que seja
We'll work out perfectly
Nós resolveremos perfeitamente
(Yeah, yeah, yeah, yeh-ah)
yeh, yeah, yeah, yeh-ah
(La ra ra ra ra)
la ra ra ra ra
Keep holding on
Continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Conseguiremos
Just stay strong
Apenas seja forte
cause you know I'm here for you,
Porque você sabe que estou aqui por você,
I'm here for you
Estou aqui por você
There's nothing you can say (nothing you can say)
Não há nada que possa dizer (nada que possa dizer)
Nothing you can do (nothing you can do)
Nada que possa fazer (nada que possa fazer)
There's no other way when it comes to the true
Não há outro jeito em se tratando da verdade
So keep holding on
Então continue aguentando
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Nós conseguiremos
(ah ah ah)
ah ah ah
(Keep holding on)
continue aguentando
(ah ah ah)
ah ah ah
(Keep holding on)
continue aguentando
There's nothing you can say (nothing you can say)
Não há nada que possa dizer (nada que possa dizer)
Nothing you can do (nothing you can do)
Nada que possa fazer (nada que possa fazer)
There's no other way when it comes to the true
Não há outro jeito em se tratando da verdade
So keep holding on (keep holding on)
Então continue aguentando (continue aguentando)
Cause you know we'll make it through,
Porque você sabe que conseguiremos,
we'll make it through
Nós conseguiremos.
Chegando ao quarto, as coisas dela ainda estavam lá. Bella queria tirar tudo ontem, mas eu não deixei. Ela tentou bancar a teimosa e eu perdi a paciência e gritei com ela. Nunca havia gritado com ela. Depois disso percebi que ela ficou com um pouco de medo. Ela gostaria que eu arrancasse dela cada pedaço que Edward havia deixado para ela se ele tivesse partido? É claro que não. Mas ainda sim tentou tirar os últimos pedaços que Rosie havia me deixado.
Abri o closet e vi suas roupas. Ainda tinha seu cheiro. Na penteadeira ainda estava sua caixa de jóias. Vi meu reflexo no espelho. Em meu rosto tinha olheiras. Parecia que eu não dormia há dias. Toda a raiva reprimida veio átona de uma vez. Raiva pela falha médica. Raiva por Rosie ter sido tirada de mim, ter sido tirada de nossas filhas. Raiva das pessoas que ficavam repetindo que isso passaria, e que eu iria superar. Como é possível superar a morte do amor da sua vida? Sentindo isso, meu punho foi de encontro ao espelho, que se partiu em vários pedaços. Com a vibração, acabei derrubando também um vidro de perfume. O perfume que Rosie usava. Agora ele tinha ido também. Me ajoelhei no chão tentando salva-lo, recomecei o choro. Eu parecia uma criança chorando, mas não me importava, havia perdido meu rumo e não sabia como recuperá-lo.
Passei a noite no chão. Não me lembro quando adormeci, lembro apenas de alguém me acordando.
—Emmett acorda.- Abri meus olhos e encontrei Isadora. Eu já havia a mandado embora, mas ela insistia em voltar.- Você passou a noite aí?
—Pensei ter mandado você embora. O que ainda está fazendo aqui?
—Você me mandou embora- Ela respondeu de cabeça baixa.- Mas não podia deixa-lo sozinho. Somos amigos e você precisa de mim agora.
—Não. não preciso. A unica pessoa que preciso foi tirada de mim e não vai mais voltar, então nesse caso, vá embora.
—Eu pensei que você gostaria de ajuda com as meninas. Elas recebem alta hoje.
—Pensou errado. Minha irmã virá aqui. Ela poderá me ajudar. Agora vá embora. Eu quero ficar sozinho. Isso é tão difícil para você entender?
—Emmett eu quero ajudar.
—Muito ajuda quem não atrapalha, você ficou surda? Vá embora. Eu quero ficar sozinho.
—Mas...
Isadora...-Agarrei seu braço e falei mais alto para ver se ela entendia. Eu a chacoalhava enquanto dizia – Eu não quero você aqui! Não quero ninguém aqui. Só aceitei a ajuda de Isabella porque tenho consciência que não consigo sozinho, e por ela ser minha irmã, não posso afastá-la das minhas filhas, mas não tenho que tolera você ou qualquer pessoa que queira me convencer que tudo ficará bem.- Devo ter apertado mais do que planejava, porque seus olhos estavam marejados e ela gemeu - Agora saia.- Disse soltando seu braço e ela cambaleou para trás e bateu na porta. Não me arrependo. Eu a mandei embora varias vezes, tentei ser gentil. Se era assim que ela entenderia, então assim seja.
—Tudo bem. Mas afastar as pessoas não vai facilitar as coisas Emmett.- Ela se virou com lagrimas nos olhos e eu sai do quarto e fui em direção a cozinha.
Acho que ela finalmente entendeu que eu queria ficar sozinho e porque ouvi a porta da frente bater com força.