sábado, 4 de março de 2017

Fanfic Remember Me - Capítulo 06 Fazendo novas lembranças

Edward PDV
Já faziam uns sete meses desde que Bella tinha acordado. E ela se recuperou muito bem, mas suas lembranças não voltaram. Não é que eu não estava feliz, mas as coisas estávamos diferentes entre nós. Ela parecia Minha Bella, só que diferente.
Depois do passeio de aniversário que fiz com a Bella, prometi que faríamos novas lembranças já que mesmo a levando até a cachoeira, não houve nem um sinal de suas lembranças, não de mim pelo menos. Conversei com meu pai, já que ela acompanhou o caso de Bella. Ele disse que o que ela tem é perda de memória seletiva e possivelmente memória reprimida. Sendo assim ainda existia uma chance, mesmo que pequena dela recuperar suas lembranças, mas com o passar dos meses confesso que fui perdendo um pouco a esperança de que isso acontecesse.
-Que tal um cinema? – Bella adorava assistir filmes, ler livros e ouvir música. Depois de olhar para a lua esses eram seus passa tempos favoritos.
—Parece uma ótima ideia. Qual filme tem em mente?
—Tem um em cartaz.É uma refilmagem Parece muito bom... Se chama Diário de uma paixão .- Eu sabia que Bella já havia lido esse livro, e era um romance, mas fiz de conta que não sabia de nada disso.
—Um romance?- Será que ela notou minhas intenções ? E se ela se chatear?
—É. É que eu sei que você já leu o livro e talvez quisesse ver essa refilmagem.
—Parece muito bom para mim.- Disse sorrindo e eu fiquei aliviado.
Depois do filme, fomos dar uma volta no parque e fomos almoçar na casa da Bella. Emmett queria mostrar sua "Nova receita". Só deus sabia o que nos esperava. Não é que Emmett era mal cozinheiro. Ele tentava melhorar, ainda mais depois que pediu Rosie em casamento a dois meses. É só que ele é uma pessoa muito criativa e isso é bom, mas só quando você entende que existem limites na cozinha. Por exemplo. Não se coloca meio vidro de molho de pimenta no mousse de chocolate e se espera que fique bom. Mas vai tentar explicar isso para ele.
Eu juro que ele comeu aquela travessa de mousse quase chorando só para provar. Palavras dele, não minhas " O quão bom estava e que nós não sabíamos o que estávamos perdendo" Uma intoxicação alimentar talvez?
Chegando lá, Rosie estava no sofá e Emmett na cozinha. E por incrível que pareça, o cheiro que vinha de lá era realmente bom.
-Rosie, meu irmão finalmente aprendeu a cozinhar foi?
—Antes fosse- Rosie respondeu tentando segurar o riso.- Ele tentou assar um peru, mas não descongelou antes. Então ele conseguiu que o peru ficasse cru por dentro e queimado por fora.
—Mas o barulho da cozinha e esse cheiro...- Perguntei. Como o cheiro estava tão bom se ele fez essa bagunça toda?
— Ele ligou para o restaurante e pediu para entregarem. O entregador saiu faz uns cinco minutos. - Disse já rindo.- Emmett está colocando nas travessas e disse que ninguém precisava saber do incidente do peru.
—Isso sem dúvida é uma coisa que meu irmão faria. - Disse Bella rindo junto com Rosie. Cara, como ela ficava linda sorrindo.
—Quem chegou Rosie? –Emmett veio para a sala com o avental sujo para dizer que estava fazendo o almoço.
—Eddie, baixinha. Prontos para o delicioso almoço que eu preparei? - Nós nos entreolhamos e começamos a rir.
—Que foi Bella? Acha que só você e o Eddie sabem cozinhar é? Sente o cheiro.
—Eu tenho certeza de que você se esforçou Emmett – Disse Bella ainda rindo enquanto íamos em direção a cozinha. - Mas na próxima vez que quiser dizer que preparou o almoço, acho melhor você se livrar das embalagens de entrega. - Ela apontou para a caixa vazia em cima da mesa e todos começaram a rir da cara que Emmett fez.
—Ahh cara... Ta bem. Eu não fiz o almoço. Eu tentei fazer, mas aconteceu um pequeno acidente.
—Um grande. Grande acidente né Emmett?- Corrigiu Rosie enquanto ria.
—É. Talvez um grande acidente. Ahh mas o importante é que temos a comida.
—Cozida né Emmett?- Perguntei rindo mais ainda da cara que ele fez
—É Eddie. Cozida.
Depois do almoço levei Bella para minha casa no volvo. Ela queria andar mais e tinha um parque só a algumas quadras da minha casa. A tarde foi muito agradável e fizemos um piquenique. Tínhamos criado um jogo de perguntas e resposta nesses últimos meses. Era o verdadeiro ou falso. Por que Bella andava tendo alguns sonhos e não tinha certeza se eram lembranças ou imagens que o subconsciente dela criou para suprir a falta de memória.
— Sua cor favorita é amarela. Verdadeiro ou falso?
—Verdadeiro, mas isso você me disse no meu aniversário quando me levou até a campina.
—Verdade. Só testando sua atenção. Seu passa tempo favorito quando era criança era pescar. Verdadeiro ou falso?
—Falso. Meu pai me levou uma vez e eu tropecei e caí dentro do lago. Como não sei nadar Emmett teve que pular na água para me ajudar.
—Muito bom. Deixa eu ver...Já sei. Seu sanduíche favorito quando era criança era pasta de amendoim com geleia. Verdadeiro o falso?
—Fácil. Falso. Eu sou alérgica a amendoim. Descobri isso comendo um sanduíche. Próxima
— Eu adoraria continuar, mas olha para o céu. O tempo já está fechando e viemos a pé. Talvez seja melhor voltarmos.
—É só uma nuvem passageira.
—Não sei não, mas se você acha. Vai passar a noite lá em casa?
—Vou. Alice quer fazer uma noite das meninas. Ela e Jasper brigaram.
—Eu amo minha irmã, mas entendo o Jasper. Alice é muito ciumenta.
—E qual foi a reação dela ao pegar a prima do Jasper o abraçando?. Rosie e eu estávamos com ela. Ele tentou afastar a louca, mas Alice nem se importou e foi para cima deles aos gritos.
—Alice viu Tânia o abraçando? Agora estou com pena do Jasper.
—Viu. Eu não posso afirmar nada, e eu sei que Rosie concorda comigo, mas me pareceu que quando a Tânia viu a gente se aproximar abraçou Jasper ainda mais. Como se ela quisesse que Alice assistisse a cena
—Não duvido. A Tânia é louca. E adora provocar. - Disse isso quando senti algumas gotas no meu braço.- Nuvens passageiras é?
—Foi o que eu pensei- Disse Bella sorrindo.
Nos levantamos e começamos a arrumar tudo e a chuva foi apertando. Como viemos a pé, pensei em pegar um taxi, mas Bella queria curtir a chuva. E já estava escurecendo então ela queria ver o céu também.
Estávamos voltando para minha casa, e até sairmos do parque a chuva piorou muito. Como Bella não queria o taxi, precisamos correr para não nos molhar muito.
- Depressa Bella.
—Tem medo de chuva é Edward? - Ela parou de correr e olhou para o céu fechando os olhos.
—Não. Mas vamos nos resfriar se tomarmos chuva.
—Já vai passar. Eu gosto de ver o céu durante a chuva.
—Tudo bem, mas não vamos demorar.
—Só uns minutos.- Eu tenho a impressão que Bella conseguiria o que quisesse de mim apenas com esse sorriso. Mesmo que fosse ficar na chuva.
—Só alguns minutos então.
Eu não conseguia parar de olhar para ela. Estava tão linda. Ela já era uma jovem muito bonita, mas com os cabelos molhados da chuva e sua roupa mais colada no corpo. Ela olhava para o céu e sorria. De repente fechou os olhos para sentir a chuva em seu rosto. E tinha uma mecha de cabelo caída em sua face, não resisti e me aproximei. Estava tão perto e quando ela abriu os olhos eles brilhavam tanto. Não consegui me parar e a beijei. No começo do beijo ela pareceu surpresa e eu já estava pensando que ela iria me afastar, mas ela passou seus dedos entre meu cabelo molhado e retribuiu o beijo. Já estávamos sem ar então tivemos que nos afastar. Quando olhei para ela, seu sorriso estava maior e mais tímido.
Eu sabia que esse não era o primeiro beijo dela. Quando tínhamos 15 anos, fomos a casa de uma amiga da Bella, Jéssica, e lá jogamos verdade ou desafio.
-Verdade ou desafio Bella?- Jéssica perguntou.
—Verdade.
—O que rola entre você e o Edward? Quer dizer, vocês estão sempre juntos. - Eu também queria muito ouvir a resposta da Bella, quando Jéssica fez a pergunta ela corou uns 10 tons de vermelho diferentes.
—Somos amigos ué. - Fiquei meio triste com essa resposta, eu gostava de Bella fazia um tempo. - Tudo bem, verdade ou desafio Jacob?
A noite foi passando e em uma rodada eu perdi o que eu mais queria.
- Verdade ou desafio Jacob? - Tânia pergunto com um olhar divertido.
—Desafio.
—Desafio você a beijar Bella.
—Nem precisa falar duas vezes. - Bella nem teve tempo de reagir. O Black estava do seu lado e a beijou. Eu sabia que era o primeiro beijo da Bella e lamentei por dois motivos. Primeiro porque não foi do jeito que ela imaginou, e segundo porque não foi comigo. Eu ainda não havia dado meu primeiro beijo.
A noite foi passando e eu vi que Bella ficou constrangida com o beijo que o idiota do Black deu nela, e eu fiquei com um pouco de raiva da Tânia por ter feito aquele desafio, mas o Black pagou direitinho o favor que Tânia havia feito a ele.
-Verdade ou desafio Tânia?
—Desafio lógico.
—Desafio você a beijar o Cullen ai. -Ela estava do meu lado e pulou sobre mim, nem tive tempo de reagir ou impedi-la. Só consegui tira-la de cima de mim depois do beijo. Quando a afastei, Bella estava com um ar de aborrecida. Só consegui pensar que era ciúmes, e sorri com isso. E claro que esse sorriso foi um grande erro porque Bella pensou que eu gostasse da Tânia e estava feliz por ela ter me beijado. Mais tarde naquela semana ela me confrontou para saber se eu gostava de Tânia, ela pareceu muito aliviada quando eu lhe garanti que não sentia nada pela louca da Tânia.
Nossos primeiros beijos não foram certos, mas agora sim eu estava com a pessoa certa.
-Eu queria fazer isso há bastante tempo. Você nem imagina o quanto minha Bella.
— Eu já queria isso há uns meses também- Bella disse com o sorriso ainda tímido
—Sério?- Se ela queria e eu queria o que estávamos esperando?
—Muito sério. Eu queria isso desde a noite do meu aniversário.
—Tanto tempo assim? Por que não me disse?
—Por que eu achei que você queria ser só meu amigo. - Disse olhando para baixo.
—Bella... - Levantei seu rosto da maneira mais gentil que pude. Queria olhar em seus olhos e que ela olhasse nos meus quando dissesse. - Eu quero isso desde que tínhamos 15 anos.
—Mas eu pensei que...
—Que éramos só amigos? E éramos. Você nunca pareceu sentir o mesmo, fiquei com medo de te contar como me sentia e você se afastar.
—Eu nem sei o que dizer. Aliás, sei sim. Não sei se a antiga eu gostava de você ou não, mas Eu gosto de você. Aliás não.- Meu sorriso deve ter diminuído porque ela começou a explicar- Eu amo você.
—De verdade?- Quando ouvi isso, voltei a sorrir feito um bobo.
—Sim, muito.
—Eu também amo você minha Bella. Muito.
Depois de ouvir suas palavras a beijei de novo e de novo. Só depois de algum tempo lembrei onde estávamos e que ainda estava chovendo, mas a essa altura estávamos ensopados e provavelmente ficaríamos resfriados.
-Eu quero muito beijar você, mas temos mesmo que sair da chuva. Vamos, estamos só a uma quadra da minha casa.
—Ta bem estraga prazeres- Disse enquanto sorria.
Começamos a correr na chuva até minha casa. Eu não queria que ela se sentisse pressionada, mas queria pedir Bella em namoro o mais rápido possível. E então ela seria oficialmente Minha Bella. Só minha.
- O que é que vocês dois estão fazendo aí nessa chuva? Entrem agora mesmo.
—Começou a chover enquanto estávamos no parque mãe.
—Para o chuveiro. Os dois. Vocês podem ficar doentes. Alice, leve Bella para tomar um banho. Você também Edward.
—Tudo bem Dona Esme, não precisa falar duas vezes, já estou indo para o meu quarto. - Fui me aproximando para abraçá-la. Eu fazia muito isso quando era pequeno e tomava banho de chuva. Estava me sentindo um adolescente bobo e apaixonado por causa dos beijos da Bella, mas ela adivinhou minhas intenções e me advertiu.
—Nem pense nisso Edward Anthony Masen Cullen. Já para o chuveiro. Agora.
Logo Bella seria só minha e eu não poderia estar mais feliz.