sábado, 4 de março de 2017

Fanfic Remember Me Capítulo 11- O baile

Bella PDV
Faltava apenas uma semana para o aniversário de Edward, e estava tudo planejado. Eu nunca conseguiria sem a ajuda de Alice. Quem diria que uma festa surpresa daria tanto trabalho.
Edward estava tão feliz com o fato de minhas lembranças terem voltado que nem tentou descobrir se estávamos aprontando alguma coisa.
Já estava tudo acertado. Ele pensava que Carlisle receberia algum grande premio de medicina em um baile de máscaras que o hospital estava oferecendo. Meu vestido era uma surpresa a parte Edward. Depois daquela noite, sempre intercalávamos. As noites que Emmett passava na casa de Rose, Edward e eu passávamos a noite em minha casa. Nos amando. Mas com Emmett por perto, eu dormia na casa de Edward. Não queria contar para Emmett. Não tinha que contar, mas eu sabia que se ele descobrisse faria um escândalo.
Alice descobriu há algumas semanas atrás. Fazendo o maior escândalo quando invadiu o quarto de Edward e nos pegou deitados cobertos apenas com o lençol. Deus... Que vergonha! Agora Edward checa a fechadura duas vezes antes de irmos deitar.
Rose eu mesmo contei, porque Alice estava a ponto de ter um ataque quando a proibi de contar para alguém. E Rose me ajuda levando Emmett para sua casa sempre que pode.
No dia do baile, passei a noite na casa de Edward, mas fui proibida de dormir em seu quarto. Alice disse que eu precisaria acordar cedo para que ela me aprontasse.
A primeira exigência foi um longo banho de banheira. Com sais e perfumes. Até parece que era o meu aniversário. Tudo bem que eu era a namorada do aniversariante, mas Alice não precisava exagerar. Se eu não tivesse ajudado com o preparo da festa, pensaria até que Alice estava planejando alguma coisa.
Depois de toda a preparação, já tinham se passado três horas, e Rosie havia chego. Combinamos de nos vestir aqui e irmos juntas. Os vestidos que Alice havia escolhido eram lindos.
O de era um vermelho fatal, combinado com seus cabelos loiros era estava deslumbrante. A pequena era um tom de roxo que ficava muito bem com seus cabelos curtos. Ela parecia ainda mais fofa do que já era. Já o , bem Alice quis provocar Edward um pouco mais, porque escolher um vestido azul, que marcava bem minha cintura, e deixava uma parte da minha perna à mostra.

Estávamos finalmente prontas. Os rapazes já tinha ido embora. Eles iriam distrair Edward até que já estivéssemos na festa. Como o vestido de Alice era o mais curto, ela foi dirigindo.
Chegando no salão, tudo estava perfeito. A decoração, os convidados já estavam lá. Faltava apenas o aniversariante chegar.
Não demorou muito os rapazes chegaram e os olhos de Edward brilharam quando adentrou o salão. Não pela festa ou decoração. Mas porque ele me viu, e viu também o vestido que Alice havia escolhido.
—Você está deslumbrante Bella.- Disse Edward enlaçando minha cintura com seus braços.
—Você também está lindo- Disse quando selei seus lábios com os meus e ele retribuiu o beijo.
— Não amasse o vestido antes do grande momento da noite vocês dois.- Olhei para Alice com um olhar mortal, e vi que Edward a olhou da mesma maneira. Estava cada vez mais desconfiada de que Alice estava aprontando alguma coisa.
—Preciso falar com meu pai rapidinho. Me espera aqui?
—Claro – Me deu um beijo e se foi.
Notei que havia uma morena conversando com meu irmão e Rosálie estava a ponto de matar um dos dois. Alice que sempre sabe de tudo, deveria saber o que estava acontecendo.
 Alice que sempre sabe de tudo, deveria saber o que estava acontecendo
—Quem é aquela moça de preto conversando com Emmett e Rose?
—Aquela é Isadora Coldon. Ela é filha de Richad e Mary Condon. Dois dos médicos mais brilhantes do hospital onde Carlisle é sócio.
—E por que Rose está com esse olhar de ódio para a garota?- Do jeito que ela olhava para a pobre garota eu estava com medo com por ela.
—Porque Rose acha que ela tem uma queda por Emmett. - Disse Alice rindo.
—E tem?
—Bem... Emmett jura que são só amigos. Mas eu acho que ela tem sim.
—Se ela não tomar cuidado não quero nem pensar. Kate ainda tem medo da Rose.- Emmett freqüentava uma cafeteria perto de seu trabalho onde tem uma garota que trabalha lá. Kate apenas olhava para Emmett. Uma vez Alice me arrastou com ela para perguntar o que ela tanto olhava para meu irmão. Ela disse que ele lembrava seu noivo Garret, que estava servindo o país. Garret era soldado. Kate disse que Emmett o lembrava muito. Principalmente nas brincadeiras. Ela estava apenas com saudade. E como seu noivo serviria o país por mais dois anos, se contentava em olhar outros casais felizes.
—Rose é muito ciumenta. Não vê que meu irmão só tem olhos para ela.
—Não quero escolher lados nem nada, mas se fosse com meu Jazz, também ficaria de olho.
—Alice!
—O que? Olha para ela Bella. Você iria querer uma garota como essa perto do meu irmão?
—Bem... Não, mas...
—Viu como eu tenho razão.
—Aposto que isso é coisa da cabeça da Rose, e que a moça nem está interessada no meu irmão.
—Vamos lá descobrir então.- Fomos em direção a eles.
—Baixinha. Uau!! Você está linda.- Emmett me olhava como se pedisse ajuda
—Obrigada Emm.
—Essa é Isadora Coldon.
—Dora. Só Dora Emmett. E você é...
—Bella. Irmã do Emmett. Então... Como se conheceram?
—Eu era namorada do Paul. Que era o melhor amigo do Emmett no colégio. Então nós três estávamos sempre juntos. Mas Paul e eu terminamos, e Emmett e eu continuamos amigos.
—Só amigos?
—Alice!!
—O que? Só estou perguntando o que todo mundo quer saber.
—É Alice, não é?
—Sim.
—Então Alice. Somos apenas amigos mesmo. Nunca passou disso. Por nenhum dos dois lados.
—Senhoras e senhores poderia ter a atenção de todos por um momento. –Ouvi a voz de Carlisle, que se encontrava em cima do palco. Pensei que estava na hora de revelar a Edward que essa era na verdade sua festa de aniversario. Então fomos todos para nossos lugares na mesa.
—Bella querida, eu sei que pensou que a surpresa era para meu filho, mas na verdade é para você. Edward? Suba ao palco meu filho.
—O que?
—Calma Bella. Eu tenho certeza de que você vai gostar.
—Sabia disso Alice?
—É claro que ela sabia. Ela estava morrendo para guardar segredo.
—Você também Rosie? Era para ser uma surpresa para o Edward.
—Se tudo correr como planejado, vai ser o melhor presente que você poderia dar a ele Bella.
—Boa noite senhoras e senhores. Eu sei que deveria ser uma surpresa para mim por ser meu aniversário, mas não consigo imaginar uma maneira melhor de passar meu aniversário do que com uma surpresa para a mulher que eu amo. Então Bella. Fiz essa música para você e espero que goste.
Quando Edward subiu ao palco eu não sabia bem o que pensar. Isso até ele sentar em seu piano e começar a cantar uma música.


My Bella
So much time has passed.
Tanto tempo passou
And things have changed.
E as coisas mudaram
I was so afraid of losing you.
Tive tanto medo de perder você.
Please know.
Por favor, saiba.
Know that I love you.
Saiba que eu amo você
Things are different now.
As coisas estão diferentes agora
But sometimes different is good.
Mas às vezes o diferente é bom.
I was afraid of losing.
Tive medo de perder você.
Now we are together.
Agora estamos juntos.
I love you so much.
Eu te amo tanto.
After a long time.
Depois de um longo tempo.
They seemed lives
Pareceram vidas.
But I know now.
Mas saiba que agora.
You are my life.
Você é minha vida.
Always will be
Sempre será.
I want so much to you.
Quero tanto com você.
It seems that I have enough.
Parece que não tenho o suficiente
Let's start with forever.
Comecemos com o para sempre
I've always loved you.
Sempre amei você
Onde quer que eu vá.
I will always love you.
E sempre amarei você
I just hope you know.
Eu espero que saiba disso
And never doubt that.
E que nunca duvide
I only see you.
Que só vejo você.
Wherever I go.
Onde quer que eu vá
That well always love only you
Que sempre amarei você.
We went through so many things.
Passamos por tantas coisas.
But now we're together.
Mas agora estamos juntos
I'm not afraid anymore.
Não estou mais com medo.
Now I know you love me too.
Agora sei que você também me ama
I not leave you ever.
Não te deixarei nunca.
And I just want it to last.
E eu só desejo que dure
That lasts forever.
Que dure para sempre.
Quando Edward terminou de cantar, eu estava inebriada com tanto amor que ele colocou nessa música. Então só percebi que ele caminhava em minha direção, quando ele estava bem próximo a mim e se pondo de joelhos.
—Bella...Eu acho você a mulher mais linda que já vi na minha vida, mesmo que você não veja isso. Eu aprecio cada momento que estou em sua companhia, não porque eu cheguei muito perto de não te-la mais em minha vida, mas porque eu gostava de estar perto de você mesmo quando éramos apenas amigos, e hoje sabendo que meu amor é correspondido, simplesmente não consigo mais ficar longe. Então... Isabella Marie Swan. Você me daria a extraordinária honra de se casar comigo?
Eu acho que dizer que estava em choque era um eufemismo. Por dentro eu estava em êxtase. O amor da minha vida, que acabou de cantar uma música que ele compôs para mim, estava de ante de mim de joelhos pedindo que eu me casasse com ele. E eu não conseguia dizer uma única palavra.
—Bella?
—Sim.
—De verdade?
—Sim, sim, sim!- Disse colando meus lábios nos dele. Ouvi todo o salão aplaudir.
—Você não sabe como me fez feliz. - Edward pegou minha mão e colocou o lindo anel. Ele era perfeito. Parecia uma joia antiga, e família. -Foi da minha avó, e da minha mãe. Ela insistiu para que fosse seu, já que ela a considera uma filha há muito tempo. E eu também adorei a ideia de vê-la usando.
—É perfeito. Eu amei.
A noite foi perfeita. Dancei com Edward a noite toda, não só porque eu era uma lastima de dançarina, mas porque nenhum dos dois queriam dançar com outras pessoas. Estávamos em nossa bolha. E não queríamos deixá-la tão cedo. Depois do pedido, Carlisle pediu para que todos pegassem uma taça de champanhe e brindassem a nossa felicidade.
Já passava um pouco da meia noite, por mais maravilhosa que estava a noite, eu estava cansada. E meu corpo começou a dar sinais bocejando.
—Cansada?
—Um pouco. - Disse deitado minha cabeça em seu ombro enquanto ele me embalava no ritmo lento da musica
—Alice pegou muito pesado com você hoje?
—Sim, mas valeu a pena. A cara que você fez quando me viu assim não tem preço.
—Você está realmente deslumbrante. Quer ir para casa?
—Podemos?
—Claro. A minha ou a sua?
—A sua. Emm ainda está terminando a mudança. Hoje será sua ultima noite naquela casa.
—Tudo bem então. Vamos nos despedir e já vamos.
Nos despedimos dos convidados, e fomos para a casa dos pais de Edward. Como a casa estava vazia começamos a nos animar antes de chegar ao quarto. Estávamos na sala, Edward sentado no sofá e eu em seu colo com uma perna de cada lado. Edward beijava e sugava meu pescoço.
—Desculpe, mas quis fazer isso a noite toda.- E logo depois ouvi meu vestido sendo rasgado.
—Alice não ficara nada feliz com isso.
—Ela que considere vingança pelo seu aniversário. - Disse aumentando o aperto em minha cintura.
—Deus... Edward?
—Quer que eu pare?
—Não mesmo. Mas... Se quisermos melhorar a brincadeira, vamos lá para cima. Eu realmente não quero ser pega.
—Essa provavelmente é uma boa ideia.
Enlacei minhas pernas em sua cintura. Edward me ergueu e apertou minha bunda, e subiu a caminho de seu quarto. Me apertando cada vez mais.
Me prensou contra a parede do corredor enquanto corria as mãos por meu corpo.
—Edward... Quarto... Agora!
Chegando ao seu quarto, Edward me deitou em sua cama, e terminou de arrancar meu vestido, ou o que sobrou dele. Começou beijar cada parte do meu corpo, me causando arrepio. Decidi que também queria brincar. Usei minhas pernas e o elemento surpresa. Edward estava em cima de mim e com um giro, no minuto seguinte eu estava por cima dele. Ele pareceu surpreso, mas muito animado. Comecei a desabotoar sua camisa e quando ela finalmente estava fora do caminho espalmei minhas mãos por seu peito enquanto debruçava sobre seu pescoço o beijando.
Sua calça foi a próxima a sair do caminho. Fiquei em pé na cama, enquanto Edward se livrava de uma vez só da caça, boxer e meias. Eu já ia tirar o resto de minhas roupas quando Edward me puxou para seu colo e rasgou o resto das roupas que tinham em meu corpo. Eu devia me sentir envergonhada, estando completamente nua em sua frente, mas não. Me sentia feliz completa.
Quando não havia mais nenhuma peça de roupa entre nos, Edward me ajudou a me erguer e guiou seu membro para minha entrada. Me sentia tão preenchida. Tão... Completa. Ele deixou que eu me acostumasse com seu tamanho até que impaciente, comecei a me movimentar. O ritmo começou lento e fundo, mas foi ficando mais intenso, mais urgente.
—Tão apertada minha Bella.
—Ohh Edward.—Eu estava tão perdida com as sensações que o vai e vem me proporcionava que fiquei surpresa quando Edward segurou uma de minhas coxas e nos virou. Agora ele queria o controle e eu não me importava nem um pouco em ceder. Nessa posição parecia que ele conseguia se aprofundar ainda mais em mim.
—Deus... Eu vou...
—Sim amor. Goza comigo.
Eu estava no meu limite e Edward não estava diferente. Até que não podendo mais esperar, ele levou sua mão até a ligação de nossos corpos e beliscou meu clitóris. Me fazendo vir na mesma hora. Minhas pernas estavam moles e minha respiração irregular. Depois de mais duas estocadas Edward veio, se desfazendo dentro de mi e deixando seu corpo cair ao meu lado.
Na manhã seguinte estava atrasada para faculdade, e se tomasse banho junto com Edward com certeza nunca chegaríamos a tempo. Me levantei primeiro e fui em direção ao banheiro. Levei minha roupa para o banheiro, ou não resolveria nada ter tomado banho sozinha, se ao ir me vestir eu cedesse a tentação.
Edward foi tomar seu banho enquanto arrumava minhas coisas e pensava na noite passada e olhava para o anel em meu dedo.
Eu não me sentia assim há muito tempo. Completa e irrevogavelmente feliz. Tudo estava tão bem que eu tinha medo de que algo ruim acontecesse, e eu tinha razão em temer.
Edward estava no chuveiro quando ouvi seu telefone tocar. Havia chego uma mensagem. Não sou curiosa, mas Edward e eu não tínhamos segredos, ainda mais agora que íamos nos casar. Pelo menos era o que eu pensava, até ler a mensagem
Tânia:
Te espero para nosso encontro hoje gato. Beijos!!
A surpresa foi tão grande que deixei o celular cair. Rapidamente coloquei no lugar. Eu precisava sair dali. Sentia as paredes se fechando e meu coração apertado. Varias vezes perguntei para Edward se Tânia se eles tinham alguma coisa e o canalha negou todas às vezes. Ainda bem que Edward estava no banho. Seria muito mais difícil sair dali se ele soubesse que eu li a mensagem. Rapidamente peguei minha bolsa e desci as escadas em direção a minha picape.
Cheguei em casa, tranquei a porta e me joguei no sofá, deixando as lágrimas que segurei por todo o caminho rolarem. A vantagem de morar sozinha, agora que Emmett morava com Rosie. É que eu não tinha que explicar a ninguém o porquê das minhas lágrimas. Chorei até adormecer. Acordei com o som do telefone. Quando vi, tinha 12 mensagens do Edward e 2 ligações perdidas. Não queria atender, não queria mais mentiras ou desculpas esfarrapadas. O telefone parou de tocar, mas logo começou novamente. Eu sabia que ele não desistiria enquanto eu não atendesse.
—O QUE?
—Bella? Tudo bem? Onde você está?
— Na minha casa
—O que aconteceu? Por que saiu escondida?
— Pensei em te dar privacidade para você se preparar para seu encontro
—O que? Que encontro?
—Como se não soubesse. Veja suas mensagens. Tânia vai ficar desapontada se você se atrasar.
—Tânia? O que você... NÃO, não é nada disso. Você entendeu tudo errado Bella.
—Claro que eu entendi. Não precisa explicar nada.
—Mas...
—Adeus Edward. - Disse desligando o telefone
Ele não era homem suficiente nem para admitir quando foi pego. Queria continuar com as mentiras. Como eu fui estúpida, pensando que ele me amava. Aceitando seu pedido de casamento. A música que ele escreveu... Eu fui muito idiota mesmo.
Precisei desligar meu celular. Edward não parava de ligar.
Subi porque precisava de um banho. Me sentia entorpecida, cansada e perdida. Quando tirei minhas roupas, vi que ainda usava o anel que Edward havia me dado. Eu devolveria amanhã. Depois do banho me sentia mais relaxada. Mas a calma se foi assim que ouvi as batidas na porta.
—Bella!!- Pensei que se ignorasse, ele iria embora, mas conhecendo Edward eu sabia que ele era tão teimoso quanto eu. E não iria embora antes de poder se explicar, e soltar mais mentiras.
—Abra a porta Bella!! Eu posso explicar. Foi um mal entendido.
Pode parecer covardia, mas eu não queria vê-lo. E eu tinha certeza de que havia trancado a porta, então me deite em minha cama e liguei meus fones no ultimo volume.