sábado, 4 de março de 2017

Fanfic Remember Me Capítulo 07- O tempo passa rápido

Bella PDV
Eu não sei se existe céu ou inferno, mas os beijos do Edward com certeza me levaram para um lugar divino. Pelas minhas contas já se passou quase um ano desde o dia em que acordei, mas fazia apenas um mês que Edward e eu confessamos nosso amor.
-Vamos Alice, me ajuda.
—Você sabe como o Edward é com o aniversário dele Bella, alem do mais depois da surpresinha do vestido no seu aniversario, eu tenho certeza que Edward só está esperando o momento certo para uma pequena vingança. Não quero lhe dar motivos pra mais.
—Você sabe que a surpresa do vestido contribuiu muito para estarmos juntos agora né?
—Pode até ser mas...
—Nada de mas Alice. E você adora organizar festas.
—Ta bem. Eu ajudo.
—Obrigada!!!
Agora que Alice vai me ajudar, eu só precisava pensar no que Edward gostaria para seu aniversário. Alice me disse que Edward ajudou muito na organização do meu. Eu queria que fosse especial. Queria que ele se sentisse a vontade. Não estávamos namorando, exatamente, já que Edward não fez o pedido oficialmente. Mas estávamos curtindo isso, não queria que ele se sentisse pressionado ou algo assim, eu gostava muito dele, eu queria que as coisas fossem feitas no tempo certo.
-No que está pensando?
—Em você seu bobo- Na verdade na festa de aniversário dele, mas ele não precisava saber.
—Isso é bom. - Disse sorrindo
—Já pensou no que você quer no seu aniversário?
—Na verdade não quero nada.
—Nada? Vamos, deve ter alguma coisa que você queira fazer.
—Só quero passar um tempo com você na verdade. - Sorriu me dando um beijo.
—Mas isso você sempre faz. Eu estou falando de alguma coisa diferente, especial. - De repente ele parou como se um pensamento tivesse passado por sua cabeça.
—O que você está aprontando?
—Eu?- Me fiz de inocente.
—É Srt. Swan, você não me perguntaria essas coisas se não estivesse planejando alguma coisa- Droga, ele tinha que ser tão esperto?Eu só pensei. Negue, negue, negue.
—Eu não. Eu só queria saber ué.
—Bella...
—Ta bem. Alice está me ajudando com uma festa.
—Acho que Alice precisa ser lembrada de algumas coisas.
—Edward Cullen, eu te proíbo de fazer qualquer coisa contra Alice. A ideia foi minha e ela só está me ajudando.
—Então acho que você que merece uma pequena lição. – Disse sorrindo e me olhando com um olhar cheio de intenções.
—E como seriam essas lições?- Sorri ao perguntar.
—Bom. Acho que para começar vamos te tornar oficialmente minha Bella.
—O que?- Perguntei meio confusa enquanto Edward pegava uma caixinha em seu bolso.
—Isabella Swan eu amo você, quer ser minha namorada? Oficialmente?- Perguntou sorrindo
— Eu também amo você, e eu adoraria ser sua namorada. - Assim que respondi Edward me deu um beijo de tirar o fôlego e deslizando o anel pelo meu dedo.
—Agora que já tornamos oficial. Voltamos às lições. - Disse voltando a me beijar.
Ficamos nos beijos por um bom tempo, mas quando os amassos ficaram mais intensos paramos um pouco. Eu ainda era virgem e sabia que Edward era também, e nenhum dos dois estavam preparados para esse passo ainda.
- Edward tem certeza de que quer ir embora? Está chovendo muito.
—É só uma chuva passageira. - Eu sabia que o sofá era pequeno demais para Edward, e ele nunca pediria para dormir na minha cama. Não faríamos nada, só dormiríamos. Que mal poderia haver nisso?
—Você podia passar a noite aqui, é melhor do que sair nessa chuva, mesmo você sendo um ótimo motorista. - Ele olhou para o sofá com cara de não vai caber.
—Não sei não Bella.
—Eu sei que o sofá não é grande o suficiente então pensei que pudéssemos dividir minha cama. - Ele arregalou os olhos como se eu tivesse dito para ele tirar a roupa. Só iríamos dividir uma cama pelo amor de Deus.
—Eu...
—Calma Edward- Disse tocando em seu braço.- Só dividir a cama, só dormir. Eu também não quero isso ainda. - Ele pareceu mais relaxado ao ouvir isso.
—Tem certeza de que não se importa em dividir a cama?
—Você vai se comportar como algo mais do que um perfeito cavalheiro?
—Não.
—Então estou muito certa disso.
Subi tomei meu banho, levando meu pijama para o banheiro dessa vez. Normalmente eu me trocaria no quarto, mas não queria correr o risco de dar de cara com Edward.
Meu pijama  era bem comum. Uma calça de flanela e uma regatinha azul, nada de sexy, pelo menos eu achava que não. Não até ver a cara de Edward pelo menos. Quando entrei no quarto ele mexia em um livro e até derrubou o exemplar quando me viu, corei imediatamente.
 Quando entrei no quarto ele mexia em um livro e até derrubou o exemplar quando me viu, corei imediatamente
-Eu...
—Eu sei que você não trouxe roupas, posso pegar uma camisa do Emmett se você quiser.- Quando me ouviu parece que ele saiu de um transe.
—Não tudo bem. Eu prefiro não usar as camisas ou qualquer peça de roupa de Emmett- Disse sorrindo, mas seu sorriso foi muchando e ele parecia pensativo.-Você se importa se eu tirar a camisa? É que essa está meio suada. Mas tudo bem se não quiser.
—Claro, à vontade.
Edward tirou a camisa e eu fui arrumar a cama enquanto isso, para que ele não ficasse com vergonha, eu já havia visto ele sem camisa outras vezes, mas dessa vez pareceu diferente. Pelo canto do olho pude ver seu abdômen. Era liso, mas seus músculos eram visíveis. Ele praticava caminhada todos os dias, e até me convidou para ir com ele, mas com a minha coordenação eu passaria mais tempo no chão do que caminhando.
Me aconcheguei de baixo das cobertas e esperei até que Edward apagasse a luz e viesse para a cama também.
Senti um peso na cama e vi a sombra de Edward do meu lado, mas ele parecia um pouco tenso ainda.
—Boa noite Edward- Eu queria que ele ficasse mais a vontade, mas não sabia como, então resolvi arriscar e me aconcheguei em seu peito. E parece que isso realmente funcionou, porque Edward soltou o ar que estava segurando e me rodeou com seus braços me dando um beijo na testa.
—Boa noite minha Bella.- Não demorou muito, dormimos tranquilamente.
Na manhã seguinte, as coisas ficaram mais relaxadas, isso até Emmett perceber que Edward passou a noite, mas não no sofá, imaginar coisas erradas e dar um chilique.
-Bom dia Em.
—Bom dia baixinha. Eddie chegou cedo... Perai, você não estava com essa roupa ontem? –Eu torci para que ele não ligasse as coisas e fizesse uma cena, mas infelizmente não fui atendida.
—Bella, por que o sofá está arrumado se o Edward passou a noite aqui?
—Porque ele não dormiu no sofá- Vi que Edward estava de cabeça baixa em um canto da cozinha.
—Posso saber onde ele dormiu então?
—Não que isso seja do seu interesse, mas dividimos minha cama- Eu não queria ser grossa com meu irmão, mas Edward já estava ficando constrangido e isso realmente não era da conta de Emmett- E isso é tudo.
—Mas...
—Isso é tudo Emmett.- Ele bufou, e saiu da cozinha encerrando o assunto.
—O que quer para o café da manhã Edward?
—Ahn... Só café está bom Bella.
—Tudo bem?
—Sim... É só que... Isso foi meio...
—Constrangedor?
—É- Disse com um sorriso meio tímido
—Emmett é um intrometido, mesmo que tivéssemos feito alguma coisa, isso não é da conta dele.
—Mesmo assim. Eu entendo o ponto dele. Quer dizer você é a irmã caçula dele.
—Edward. Eu posso ser a irmã caçula dele, mas eu já sou adulta e ainda sou sua namorada. E Emmett não tem o direito de dizer o que eu posso ou não fazer.
—Você tem razão- Disse me dando um beijo ainda tímido.
—O que vamos fazer hoje?
—Que tal um cinema?
—Parece ótimo para mim.
—Cinema então. E eu tenho umas entradas para um concerto hoje à noite. Gostaria de ir?
—Claro. Que tipo de concerto?
—Um de música clássica. Um amigo do meu pai deu os ingressos, mas ele tem plantão hoje à noite e minha mãe não quer ir sem ele. Ela me deu os ingressos.
—Parece ótimo. Você sabe que eu amo música clássica.
—Eu te pego as oito então. E eu fiz reservas em um restaurante também- Disse com um sorriso meio envergonhado.
—Como você fez a reserva se não sabia minha resposta?
—Ah eu sabia. É musica clássica. Você ama musica clássica, por isso te dei a caixinha de musica. - A caixinha de música era sem dúvida um dos melhores presentes que eu já havia ganhado. Ela tocava Clair de Lune, era minha música favorita. Poderia ouvir por horas e nunca me cansava.
—É verdade. Eu amo mesmo. - Disse voltando a beijá-lo. Eu adorava seus beijos.
O dia havia sido muito bom. Fomos andar de bicicleta pelo parque, Edward me levou até o zoológico. Almoçamos em sua casa e fomos ao cinema. No final da tarde ele me trouxe para casa, para que eu pudesse me arrumar para o concerto, e voltaria mais tarde para me buscar.
Eu estava pronta, mas muito nervosa pensando se havia exagerado. Meu vestido era longo e vermelho , e eu coloquei um colar de brilhante que foi da minha mãe e meu pai havia me dado quando fiz 15 anos. Era tão bonito, mas nunca usei, porque era muito sofisticado, mas ele combinava tanto com o vestido que Alice me emprestou que tive que colocá-lo. Meus cabelos estavam presos, eu já estava pensando em colocar algo mais simples quando ouvi a campainha. Edward havia chego, não teria tempo de trocar. Desci as escadas para atender e quando abri a porta fiquei muito feliz de não ter trocado o vestido. Edward parecia uma visão  de tão elegante. Seu terno era impecável, e mesmo com seu cabelo rebelde,nunca vi nada tão bonito e seus olhos brilhavam. Foi quando sorri com o pensamento de que ele era só meu. Nunca me senti tão sortuda.
Você está maravilhosa Bella- Disse ainda sorrindo
Você está maravilhosa Bella- Disse ainda sorrindo
—Eu ia dizer a mesma coisa de você, eu pensei em trocar, mas ainda bem que não fiz isso.
—Trocar? Por que? Você está perfeita.
—Você acha? Não exagerei?
—Bella... Magnífica não é o suficiente para descrever o que eu acho.
—Eu já te disse que você é um namorado perfeito?- Disse lhe dando um beijo. Ele sorriu ainda mais.
—Vamos?
—Vamos.
Chegando ao teatro, estava tudo tão bonito. As luzes, o tapete vermelho. Edward sempre cavalheiro, fez questão de abrir todas as portas para mim. Não que eu estivesse reclamando nem nada, já que precisei me segurar nele por grande parte do caminho considerando que eu estava de salto. Eu disse para Alice que um salto menor era mais seguro, mas quando se pede ajuda para a pequena Alice você perde o direito de escolha, e até o de opinar de vez enquanto. Ela me convenceu de que esses sapatos ficariam absolutamente perfeitos com o vestido, e eu concordava, mas ainda sim minha coordenação não ajudava. Edward sendo o melhor namorado do mundo não se importou nem um pouco de ser usado de apoio grande parte da noite.
Chegamos aos nossos lugares, e era simplesmente perfeito. Ficava na lateral do palco, então não teria cabeças na nossa frente e o som era muito bom daquele lado. Nos sentamos e após alguns minutos as luzes foram se apagando. Minha mão estava no braço da cadeira quando Edward enlaçou nossos dedos e sorriu para mim.
Maravilhoso não é o suficiente para descrever essa noite. Depois do concerto que foi absolutamente perfeito, nós fomos ao restaurante qual Edward havia feito as reserva. A comida era deliciosa, mas havia uma moça que não tirava os olhos da nossa mesa, bem na verdade não tirava os olhos de Edward. Não que eu pudesse culpá-la, ele já é naturalmente lindo, vestido assim com esse terno então, me fazia ter pensamentos nada puros a seu respeito. Ultimamente eu venho pensando muito nisso, mas não tenho a menor ideia de como contar para Edward sobre isso. Uma noite, depois de um sonho extremamente intenso por assim dizer, tive que levantar e tomar um banho gelado. Só assim consegui voltar a dormir. Eu confio nele completamente, mas eu coro por muito menos, então acho que ainda não conseguiria tocar nesse assunto com ele. E se ele não estiver pronto ainda? Eu não quero forçar nada.
- Tudo bem? Você parece distraída - E com essa pergunta fui tirada de meus devaneios.
—Tudo sim. Só pensando.
—Em que exatamente?
—Muitas coisas. A noite de hoje, o tempo que já passou desde o acidente. Entre outras coisas.
— O que achou do concerto?
—Maravilhoso. Tudo foi absolutamente perfeito.
—Que bom que gostou.
Edward pagou a conta e já ia me levar para casa. Foi uma sensação tão indescritivelmente maravilhosa acordar ao lado de Edward, que tudo que eu queria para que o dia fosse perfeito, era que ele passasse a noite aqui novamente.Então resolvi tentar a sorte.
-Posso fazer uma pergunta?
—Claro Bella. O que é?
—Você dormiu bem essa noite? Quer dizer, ignorando a cena que meu irmão fez de manhã. Como foi? –Ele ficou um pouco surpreso com a pergunta, e pareceu ponderar a resposta. -Tudo bem se não quiser responder.
—Não. Eu quero... Eu só... –Não vou negar que fiquei um pouco triste com sua hesitação
—Você só...?
—Bella. Eu acredito que a noite passada foi à melhor noite que eu tive até hoje.
—Realmente?
—Com certeza.
—Bem... Se é assim... Você não... – Cadê a garota corajosa de agora pouco Bella?
—Eu..?
—Sabe... gostaria de repetir?- ISSO. A garota corajosa voltou. Bem, mais o menos.
—Mesmo?
—Claro. Eu também gostei muito da noite passada, eu gostaria muito de repetir. Só se você quiser é claro.
—Eu realmente quero. Muito.
—Nesse caso. O que você acha de irmos para a sua casa então? Eu tenho umas roupas lá, que deixei com Alice.
—Acho uma ótima ideia.
Quando chegamos a casa do Edward, eu ainda tinha que explicar para Alice que iria dormir aqui, mas não exatamente no quarto dela.
-Bella, vai passar a noite?
—Vou sim. Ahn, Alice. Posso falar com você?
—Claro, vem aqui no meu quarto.
—Qual o problema Bella?
—Não é bem um problema. Bom, só vai ser um problema se você fizer grande caso disso.
—Bella, eu não estou entendendo. Traduz.
—É que a noite passada, Edward dormiu lá em casa e o Emmett fez a maior cena, e então o Edward ficou constrangido.
—Ainda não entendi. Edward já passou a noite lá outras vezes, não é nada de mais. Bem, tirano o fato que ele fica dolorido por dormir naquele sofá pequeno.
— Acontece que o Edward não dormiu no sofá Alice, por isso Emmett deu chilique.
—Se ele não dormiu no sofá onde...- Alice deve ter ligado os pontos, porque arregalou os olhos.- Aii MEU DEUS... Você e ele?
—Fala baixo Alice, não fizemos nada. Só dividimos uma cama pelo amor de Deus. Você está parecendo até o Emmett.
—Você não pode me culpar por pensar nisso, nem ao Emmett alias. Quer dizer, Edward gosta de você faz um tempão, e você finalmente admitiu sentir o mesmo. E vocês já têm 20 anos. Qualquer um pensaria a mesma coisa.
—Eu sei. É que Edward ficou constrangido com a cena que o Emmett fez de manha, e eu não quero que você faça o mesmo. Porque quando eu disse que ia passar a noite aqui, eu não quis dizer exatamente no seu quarto.
—Você vai passar a noite com meu irmão de novo? Gostaram tanto assim? Não conseguem mais se segurar não é mesmo?- Alice já estava debochando, então peguei o travesseiro e joguei nela.
—Pelo amor Alice. Você tem o que na cabeça?
—Relaxa Bella, eu só estou brincando com você sua boba. E é claro que eu nunca diria nada para constranger meu irmãozinho. Se você quer dormir com ele, mesmo que vocês não estejam fazendo nada. Vá em frente, ele é seu namorado, e se vocês estivessem fazendo alguma coisa, é como eu disse, vocês tem 20 anos Bella. Mas isso é uma coisa que vocês tem que decidir, entre vocês. Sem ninguém se metendo.
—Obrigada Alice. Eu quero isso, eu gosto muito do Edward, mais do que isso. Eu o amo, mas acho que ainda não estou pronta para isso, e nem sei se ele está.
—Bella isso é muito importante, vocês tem que conversar entre vocês. Essa é uma decisão que vocês têm que tomar juntos. Mas se quer a minha opinião, acho que você devia contar a ele como se sente.
—É. Você tem razão, tenho que conversar com ele mesmo. É só... Tão complicado.
—As melhores coisas sempre são Bella.
—Obrigada Alice, vou conversar com o Edward.
Esme fez o jantar, e estava delicioso. Edward também cozinha divinamente, isso deve ser coisa de família. Depois do jantar, Alice resolveu que deveríamos assistir um filme, o que foi ótimo porque ainda estava pensando na conversa que tivemos. Alice realmente estava certa, eu devia me abrir com Edward. O filme passou tão depressa que nem percebi, minha cabeça estava tão movimentada com pensamentos sobre o conselho da Alice o dia maravilhoso que passamos hoje, minhas vontades mais recentes e imaginando como seria se eu contasse a Edward o que eu queria, ou pelo menos achava que queria. E esse pensamento levou a outros e foi ficando cada vez pior, até que ouvi Edward me chamar e me tirar de meus devaneios.
-Bella?
—Sim?
—Tudo bem? Você parece meio distraída.
—Tudo sim, só pensando no dia de hoje.
—Gostou dos passeios?
—Certamente.- Disse sorrindo.
—Pronta para dormir?
—Pronta
Eu já havia deitado na cama de Edward outras vezes, durante o dia enquanto assistimos um filme ou ouvíamos musica, mas assim, de noite para dormir? De algum jeito pareceu diferente. Todos nós concordamos que iríamos colocar nossos pijamas antes de assistir o filme, porque assim que terminasse iríamos direto para a cama, já que estávamos todos cansados.
-Eu vou escovar os dentes, mas você pode ir deitando se quiser.
—Claro.- Disse enquanto caminhava em direção a cama.
Quando Edward apareceu na porta alguns minutos depois em toda a sua glória. A calefação da casa estava ligada, então estava quente, por isso Edward tirou a camisa de mangas longas do pijama e estava com uma calça de flanela e uma regata branca tão colada , que mostrava seus músculos no abdômen que aqueles pensamentos voltaram a minha cabeça quase que na mesma hora que o vi. Parece que vai ser mais difícil do que eu pensei adiar essa etapa do nosso relacionamento. Eu não tinha ideia se Edward fazia de propósito ou simplesmente não sabia o quão irresistível ele ficava vestido assim.
—Eu.. Algum problema?
—Não. Por que?
—Você está corada. E parece meio distraída o dia todo hoje.
—Eu só... É que eu queria conversar com você sobre uma coisa.
—Pode falar então.
—O assunto já foi meio abordado hoje na verdade. Emmett cuidou disso pessoalmente.
—Ah... Sobre dividirmos a cama? Você mudou de ideia? Porque se mudou tudo bem Bella, eu...- Que droga. Não era isso que eu queria. Eu tinha adorado dividir a cama com ele, mas era covarde demais para confessar que queria mais do que dormir. Vamos lá Bella, não seja covarde.
—Edward respira. Não é nada disso. Eu mesma te disse mais cedo que adorei termos dividido a cama ontem. É só que eu queria saber... como você se sente sobre evoluirmos nosso relacionamento sabe? Em um outro nível.- Edward pareceu ter entendido, porque se sentou na cama e pegou minhas mãos.
—Bella. Eu amo você mais do que você pode imaginar. Só de estar perto de você meu coração se enche de alegria. E eu também sei que meu corpo responde quando esta muito perto do seu. Mas eu quero que quando passarmos para essa etapa do nosso relacionamento, seja uma coisa que os dois queiram. Eu quero que você me queira por você. Leve o tempo que levar.
—Eu conversei com Alice, porque estava meio envergonhada de tocar nesse assunto.
—Minha irmã é uma ótima confidente, mas você não precisa ter vergonha de nada Bella. Esse é um assunto que eventualmente viria a tona. E espero quero que você saiba que pode falar sobre absolutamente tudo comigo.
—Eu sei. É só que eu não sabia como tocar no assunto. E eu não sabia se você estava preparado para isso, na verdade, há pouco tempo não sabia nem se eu estava. Mas agora eu sei que estou. E eu quero saber como você se sente sobre isso.- Edward parecia meio relutante em responder. Não sei se pela surpresa da minha pergunta, ou por não querer me decepcionar. Talvez eu não devesse ter perguntado. Depois de alguns minutos, Edward pegou minha mão e tocou meu rosto gentilmente antes de responder.
—Bella. Eu...