sábado, 4 de março de 2017

Fanfic Remember Me Bônus 02- Enquanto vocês viajavam

Bella PDV
 —Eu não quero nenhum detalhe sujo baixinha.
—Deixe de ser chato Emmett. Se não quiser contar os detalhes mais quentes tudo bem Bella, mas conta que achou do hotel.- Estavam todos na sala querendo saber como foi nossa lua de mel.
—O hotel era incrível Rosie. Cheio de arvores em volta, e campos para passeio. E o céu de lá era incrível.
—E o que mais?
—Na nossa primeira noite lá, recebemos um convite dos próprios donos para um jantar.
—É.- Bufou Edward ao meu lado
—O que aconteceu nesse jantar, e por que Edward fez essa cara?
—Porque a mulher do senhor Volturi tentou dar em cima dele, mas falhou miseravelmente.- Eu disse rindo.
—Como assim?
—Ela passou quase o jantar todo se esfregando na minha perna.- Edward disse revirando os olhos.
—E o que você fez baixinha? Chutou ela?
—O que ? Não!! Por que todo mundo acha que eu vou chutar as pessoas?- Emmett levantou as mãos com o sinal de rendição.
—Ei... Só estou perguntando. Parece que você perdeu o jeito então.
—Foi uma vez, e já faz muito tempo Emm. Nunca vai esquecer isso?- Quando eu era adolescente, Emm namorou uma garota. Mas ela o traiu, e quando ele descobriu e terminou com ela, ela surtou e espalhou para a escola toda que ele era gay. E um dia no pátio da escola eu  a encontrei. E quando ela começou a debochar do meu irmão, eu literalmente a chutei. Na bunda. Ela usava uns saltos muito altos e estávamos perto de um cesto de lixo. Ela perdeu o equilíbrio e caiu dentro da lixeira.
—Nunca vou esquecer, e tenho certeza que Irina também não.
—Eu não chutei a mulher do dono do hotel. Depois de uns dias ela nos deixou em paz. Mas e vocês? O que fizeram enquanto estivemos fora?- Assim que fiz a pergunto vi que Emm fechou a cara e Rosie começou a rir.
—Rosie...
—Ah por favor amor, deixa eu contar. Eles vão saber de qualquer jeito.
—É vergonhoso.
—É muito Emmett.
—Calada anãzinha.
—Você adora rir dos outros, mas quando é com você não quer que saibam não é?
—Calada anãzinha. Nenhuma palavra sobre isso.
—Do que vocês estão falando. Agora eu quero saber.- Edward disse.
—Eu disse nenhuma palavra Eddie.
— Não ligue para ele Edward. Ele fica assim sempre que falamos do pequeno incidente que aconteceu enquanto vocês estavam fora.
—Pequeno? Você realmente acha que falar de tamanha é uma boa idéia.
—Do que ele esta falando Rosie? E por que ele esta tão mal humorado?- Perguntei ainda mais curiosa. Emm era o tipo de pessoa que sempre via o melhor da situação. Não importava qual.
—Eu posso contar a eles Emmett? Por favor. Alem do mais todos já sabem. Eles vão acabar sabendo mesmo.
—Não vão esquecer isso não é?
—Não mesmo.- Disse Rosie começando a rir.
—Já que vocês vão saber mesmo. Que seja pela boca de quem viveu.
Flashback
Emmett PDV
Eu não trabalharia hoje, mas havia me acostumado em acordar cedo. Rosie ainda dormia ao meu lado, então resolvi fazer uma surpresa. Rosie sempre reclamava que os cachorros da vizinhança comiam o jornal que entregavam. Então decidi descer e buscar. Também prepararia um café da manhã para ela. Ela estava esperando minha pequena Caroline. Precisava se alimentar.
Eu só iria pegar o jornal. No máximo quatro ou cinco passos de distância da porta. Não vi necessidade em me vestir.
Passei pela porta e fui em direção ao jornal. Estava abaixando para pega-lo quando senti uma rajada de vento e ouvi uma batida. Isso não pode estar acontecendo.
Me virei e vi a porta fechada. Já havia conversado com Rosie centenas de vezes sobre trocarmos essa porta. Esse modelo era o que estava na casa desde que ela havia se mudado. Depois que ela bate, só é possível abrir por dentro. Ou seja, eu estava trancado para fora enquanto Rosie dormia. Eu conhecia minha mulher. A única coisa que a acordava era o despertador. E como eu não trabalharia hoje, eu havia desligado o tal despertador.
Olhei para o lado a procura de alguém que pudesse me ajudar. Não avistei ninguém, mas conhecendo a vizinhança era até melhor que ninguém aparecesse mesmo. Nossas vizinhas era senhoras de mais idade. Com certeza chamariam a policia. E eu definitivamente não precisava disso.
Comecei a pensar em minhas opções. Eu poderia chamar por Rosie, mas eu sabia que ela não acordaria e isso chamaria a atenção dos vizinhos. Eu poderia tentar chegar até ao telefone publico na esquina, mas alguém poderia me pegar no caminho. Ou eu poderia sentar na varanda e esperar até que Rosie acordasse. O que não deveria demorar, porque mesmo estando com cinco meses, ela ainda sofria com os enjoos. Eu estava a ponto de decidir quando dois cachorros enormes decidiram por mim. Estar completamente nu na rua já era ruim, eu não precisava de uma mordida de cachorro para me lembrar desse dia. Sai da varanda lentamente para não chamar a atenção dos cachorros, mas pisei em um galho seco e eles e me virão. O primeiro baixou a cabeça e começou a rosnar enquanto o outro observava meus movimentos. Eu comecei a dar passos para trás, mas o que estava apenas me observando começou a vir em minha direção. E eu comecei a correr. Corri como se não houvesse amanhã. E pelo tamanho desses cachorros, se eu não fosse mais depressa talvez não houvesse. Corri por cerca de dois quarteirões, até que os cães desistiram. Agora eu não estava apenas nu. Eu estava nu e longe de casa.
Voltei para casa me escondendo atrás de arvores, porque já não era tão cedo, e pessoas estavam começando a sair de sua casa para trabalhar. Cheguei ao quintal de nossa casa e chamei por Rosie. Ela abriu a porta e me olhou dos pés a cabeça tentando saber se realmente estava vendo o que pensava.
Bella PDV
Quando Emmett terminou a historia, Edward estava quase sem ar de tanto rir e eu não estava muito diferente.
—Eu não acredito nisso- Disse Edward se recuperando de sua crise de risos.
—Isso não é engraçado.
—Ah sem dúvida é.- Disse secando as lagrimas que escorriam por meu rosto.
—E o que aprendemos com isso Emmett? –Perguntou Rosie.
—Nunca saia pelado na rua. Mesmo que seja só para buscar o jornal.
—Bom menino.